‘Viúva da Mega-Sena’ já está presa em Bangu, no RJ



Adriana Ferreira de Almeida, que ficou conhecida como a “Viúva da Mega-Sena” e foi condenada a 20 anos de prisão por homicídio triplamente qualificado, foi transferida para a Cadeia Pública Joaquim Ferreira de Souza, no Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, neste domingo (18). Ela foi julgada no Tribunal de Rio Bonito (RJ) e declarada culpada pela morte do marido Renné Senna, ganhador do prêmio de R$ 52 milhões da Mega-Sena em 2007. O julgamento terminou na quinta-feira (15) e ela aguardava a transferência na 118ª DP, em Araruama, na Região dos Lagos.

A transferência foi confirmada pelo delegado Luiz Henrique Marques, titular da 118ª DP.A condenação levou em consideração que o crime teve motivo torpe (que fere a moral) e deverá ser cumprida em “regime inicialmente fechado”.O advogado de Adriana diz que vai tentar anular o julgamento.

Renné foi morto com quatro tiros em um bar de Rio Bonito. Os dois assassinos foram descobertos e condenados a dezoito anos de prisão. A promotoria defendeu a tese que os assassinos foram pagos por Adriana. Ela teria planejado o assassinato depois que o companheiro descobriu que ela tinha um amante e ameaçou tirá-la do testamento. O interrogatório da ex-cabeleireira durou mais de cinco horas e o julgamento durou três dias.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: